Independentemente da religião ou filosofia de vida de cada pessoa, geralmente todos gostam de ter um espaço único para seus momentos de oração, meditação ou relaxamento. Seja uma residência grande ou um apartamento pequeno, todo lar pode receber um altar para preces ou um cantinho para leituras e reflexões. Por isso, o escritório PB Arquitetura, dos arquitetos Bernardo e Priscila Tressino, traz algumas recomendações para quem está pensando montar esse ambiente tão especial.

Logo na entrada desta residência, moradores e visitantes já encontram um oratório com algumas imagens. Também há suportes de velas com proteção em vidro | Projeto PB Arquitetura e Foto de Henrique Ribeiro

“Primeiramente, o que torna um altar bonito é o amor e a fé que são depositados lá. O que não pode faltar vai depender muito da crença da pessoa. Algumas religiões apresentam imagens, como a igreja católica, enquanto outras apenas tem um altar com livros religiosos. Flores, velas, incensos, quadros, fotos, terços, pedras, objetos decorativos relacionados, entre outros elementos também combinam com esse espaço. Religiões como o budismo ou hinduísmo geralmente possuem imagens e quadros bem coloridos, o que contribui também para a decoração”, conta Priscila.

A varanda de estilo rústico apresenta uma coleção de imagens de São Francisco de Assis | Projeto PB Arquitetura e Fotos de Eric Romero

Segurança

No caso de altares com velas é preciso tomar muito cuidado, principalmente com crianças e com os pets de casa, em razão de acidentes. Então, é recomendado instalar prateleiras em uma altura que eles não alcancem, como 1,50m / 1,60m de altura.

Também é bom ficar atento a cortinas próximas do altar (caso bata um vento da janela, por exemplo), além de papéis de parede, objetos ou livros que possam encostar e pega fogo. Então, manter distância entre esses elementos é muito importante. O ideal é que o cantinho de fé seja um ambiente leve e com poucos itens.

A recomendação é incluir uma prateleira numa altura que crianças ou pets não alcancem, para garantir a segurança do altar | Projeto PB Arquitetura e Foto de Henrique Ribeiro

Dica: Alguns suportes de velas têm uma proteção de vidro por fora, para proteger da chama, deixando apenas a parte de cima aberta, algo similar a um copo. É importante que o suporte tenha uma base bem pesada (pode ser de metal ou pedra) e possua um espaço para a fixação da vela, de forma que ela não tombe. Um suporte também ajuda a não sujar o espaço depois que a cera escorre.

Fé & Arte

A fé pode estar em todos os cantos da casa: “Temos uma história interessante de um casal de clientes que é devoto de São Francisco de Assis. Sugerimos para eles um grafite em homenagem ao santo como parte da decoração. A ideia deu tão certo que a arte foi colocada no apartamento da cidade, além da casa de praia deles, ambas assinadas pelo artista Fernando Reche, conta Bernardo.

Grafites em homenagem a São Franciso de Assis com assinatura do artista Fernando Reche, em dois imóveis diferentes | Projetos de PB Arquitetura e fotos de Eric Romero e Henrique Ribeiro

Iluminação

“A iluminação também é um item para ser lembrado, de preferência que seja algo leve e tranquilo para meditar ou fazer orações. Há também cores que possuem simbolismos de acordo com a religião, para os católicos, por exemplo, a luz vermelha está associada ao fogo do Espírito Santo”, completa Priscila.

Para esse tipo de ambiente, a Yamamura, especialista em iluminação, indica lâmpadas com temperatura de cor branco quente (2700K a 3000K), que propicia a sensação de calmaria. Peças de iluminação com luzes indiretas são bem-vindas, pois auxiliam no bem-estar. Entre os exemplos estão os abajures com cúpulas.

Outra dica é a prática da cromoterapia. Por isso, a iluminação certa pode ser a solução perfeita para reequilibrar e harmonizar as energias, algo essencial para a saúde física e mental! Nesse caso, a indicação é pelas lâmpadas LED RGB, que realizam uma série de combinações de cores diferentes.

PB Arquitetura

Com 10 anos de história, o escritório atua nas áreas de arquitetura e design de interiores, em obras residenciais e corporativas. O foco principal sempre está no cliente por meio de projetos exclusivos e acolhedores somados à técnica. Priscila e Bernardo são formados em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade São Marcos e cada um tem seu repertório profissional em áreas diferentes e complementares.

Priscila tem especialização em Design de Interiores e Paisagismo. Atuou em grandes escritórios de arquitetura e design, em que participou como colaboradora em instalações como a CasaCor SP e Mostra Artefacto por 4 anos, além de ter experiência com projetos de iluminação e paisagismo. Bernardo possui como base o curso técnico em edificações, passou pela faculdade de engenharia civil, mas decidiu seguir com arquitetura, onde passou pela produção de estruturas de concreto pré-moldado e possui larga experiência em gerenciamento de obras para clientes residenciais, industriais e escritórios.

Fonte: Da Redação/Assessoria/PB Arquitetura