Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, ficou ainda mais bonita. Com cinco meses de antecedência, o governador Reinaldo Azambuja entregou, neste sábado (30), a revitalização do Parque dos Poderes, que teve investimento total de R$ 20 milhões, garantindo uma estrutura moderna e ecológica a um dos principais pontos turísticos da Capital.

Durante a entrega, o governador assumiu o compromisso de manter o local preservado, sem desmatamentos. “Já fizemos acordo e dissemos que não vamos abrir essas áreas que estão sobre a mata nativa e a vegetação. Então, aqui vai ficar uma área de preservação intocável. Nós temos outros espaços vizinhos ao parque, que são áreas abertas, e que, inclusive o governo já adquiriu algumas, para futuramente poder construir outra edificação, outro serviço público. Então, aqui tenho certeza de que vai perpetuar a preservação em benefício do meio ambiente e de todos nós sul-mato-grossenses”.

Reinaldo Azambuja contou que haverá câmeras de segurança, mas pediu ainda que todas as pessoas cuidem do Parque dos Poderes, mantendo o espaço limpo e preservado. “Isso aqui é para o sul-mato-grossense. Revitalizamos o parque, bonito como ele ficou, agora entregue com toda essa estrutura que foi feita. As pessoas vêm diuturnamente aqui. Você vem aqui de noite, à tarde ou de manhã e sempre tem pessoas fazendo atividades físicas. Eu tenho certeza de que o querido e saudoso Pedro Pedrossian (ex-governador), quando idealizou o Parque dos Poderes, ele pensava em em um momento como esse, especial e ser um lugar de convívio do sul-mato-grossense. Agora, o único pedido é que cuidem. Esse é um patrimônio que deve ser cuidado por todos para a preservação dessa beleza”.

Representando os servidores estaduais, o presidente em exercício da Feserp, Michel Vaz Morrison, fez questão de agradecer ao governador. Segundo ele, o investimento atende um pedido dos próprios funcionários estaduais, além dos esportistas e moradores. A Federação Sindical dos Servidores Públicos Estaduais e Municipais do Estado de Mato Grosso do Sul conta com cerca de 60 sindicatos, sendo a maior entidade representativa dos funcionários públicos.

“Nós trouxemos pedidos que foram totalmente atendidos. Toda essa infraestrutura ajudará demais os nossos servidores na atividade laborativa, no dia a dia, ao sair do serviço ou antes de entrar eles poderão usufruir isso daqui e consequentemente irá contribuir com o bom desenvolvimento do seu trabalho para o serviço público”, disse Michel Vaz Morrison.

O diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Esporte de Mato Grosso do Sul), Silvio Lobo, destacou a importância do espaço para a prática de atividades físicas. “Esse é o governo que mais investiu em esporte e lazer”, destacou.

A reforma trouxe ao parque uma “nova cara”. Durante a obra foram executados serviços de drenagem e todas as avenidas foram restauradas. A nova sinalização das avenidas também contribui com a segurança tanto das pessoas quanto dos animais, já que placas alertando para a fauna existente na região foram uma das preocupações ainda na fase de projetos. Conforme o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) foram instaladas ao longo do complexo 43 placas indicativas, 262 placas de regulamentação, 101 placas de advertência e 14 placas alertando para o cuidado com os animais que habitam no Parque dos Poderes. Além disso, foram executados 11.161,00m2 de sinalização horizontal, contando inclusive com 20 faixas com patinhas desenhadas no asfalto alertando para a passagem de animais. O parque ainda ganhou um semáforo, próximo ao quartel do Corpo de Bombeiros e uma travessia elevada para pedestre, em frente ao CEI Zé Du.

Passeio seguro

Para quem pratica caminhada, corrida ou para um simples passeio, toda a pista de caminhada que margeia a reserva do Parque Estadual do Prosa foi modificada. O que antes era calçada onde em alguns locais já estava deteriorada, hoje é uma pista apropriada para quem caminha ou corre. O estudante de nutrição Gabriel Paniago dos Santos, 24 anos, recorda das dificuldades de correr no local antes da reforma. “Eu morava perto e vinha correr bastante aqui antes da reforma. Encontrava bastante dificuldades, principalmente na pista de corrida que era toda irregular e isso atrapalhava muito, principalmente à noite que era o tempo que tinha para correr. Com essa reforma melhorou muito com a pista asfaltada. Está adequada para a prática esportiva”, comemorou.

Uma das principais novidades do parque também é a ciclovia, que não existia. Construída no canteiro central das avenidas Do Poeta e Desembargador José Nunes da Cunha, a população agora pode contar com 4,2 km de ciclovia. “É muito importante ter um espaço apropriado para pedalar, nos traz segurança”, disse a administradora Malu de Souza, 43 anos. Ela também treina nas avenidas do complexo, o que não é proibido já que existem placas alertando para a pratica desse esporte. Malu recorda que, antes da revitalização, chegou a cair da bicicleta por causa das más condições do asfalto. “Tinha muito buraco”, afirmou.

Academias ao ar livre

Inéditas no Parque dos Poderes, três academias ao ar livre são um complemento à pratica de exercícios físicos. Hugo Cesar de Almeida, de 24 anos, corre todos os dias no complexo e, depois, aproveita as academias para os exercícios complementares. “Eu corro aqui já alguns anos e a reforma trouxe essa nova estrutura para complementar o exercício”, disse o jovem. As academias foram instaladas próximo à Avenida Mato Grosso, em frente ao “Postinho do Parque” e em frente à SAD (Secretaria de Estado de Administração). Cada academia também conta com um totem refresque-se, que expele vapor de água.

Espaços de convívio

Os novos equipamentos do Parque dos Poderes não são somente para quem pratica exercícios físicos. A reforma trouxe também oito espaços de convívio com quatro bancos em cada local que são um convite para reunir amigos ou familiares e passar um tempo em meio à natureza. Jakson Teófilo de Medeiros é servidor público e passa o dia inteiro no Parque dos Poderes. O jovem aproveita o espaço para descansar durante o intervalo de almoço. “Antes eu passava o dia inteiro dentro da secretaria, hoje posso sair um pouco para descansar e voltar ao trabalho após o almoço”, comentou.
Além dos espaços de convívio, o Parque dos Poderes ganhou mais 32 bancos ao longo das ciclovias. Lixeiras também foram instaladas em todo o complexo, um total de 70 unidades para preservar o parque limpo.

Quem usa o transporte público também foi beneficiado com a revitalização já que todos os abrigos antigos e muitos já depredados foram trocados por estruturas novas, modernas e com iluminação noturna, garantindo segurança na hora de sair do trabalho. As luzes dos 35 abrigos cobertos acendem, através de um sensor, quando o passageiro chega ao ponto e desliga quatro minutos depois que a última pessoa embarcar no coletivo.

Toda a nova estrutura do Parque dos Poderes requer uma atenção especial da população, conforme destaca o secretário de Estado de Infraestrutura, Renato Marcílio. “O Governo do Estado fez a sua parte, revitalizando esse espaço da população campo-grandense, mas para mantê-lo bem conservado é preciso que a população cuide de cada equipamento. Usando com cuidado as academias, alertando quando ver alguma atitude inadequada, jogando o lixo no lixo e respeitando os animais que aqui habitam. Só assim teremos um parque bonito e harmonioso para todos”, concluiu.

Fonte: Da Redação