Segundo estudo da eMarketer, empresa de pesquisa de mercado, em 2020 17,8% das vendas foram feitas a partir de compras online. Agora, para 2022, a expectativa é de que esse número atinja os 21% e totalize U$5,5 trilhões no mundo todo. Nesse contexto, o apepê, concierge digital condominial que tem como foco facilitar as necessidades do morador, oferece entre as soluções uma alternativa para resolver possíveis problemas no recebimento e entrega de encomendas dos moradores de forma segura, sem transtornos e dependência de funcionários do condomínio.

De forma muito ágil, o aplicativo notifica a chegada das encomendas direto para o celular do residente. Conhecidos como smart lockers, os armários inteligentes abrigam os pertences e permitem que os moradores retirem a encomenda na hora que quiserem. “As pessoas já têm preocupações demais e é preciso flexibilidade para o morador retirar as suas encomendas. Além disso, o sistema de armários inteligentes facilita a vida operacional da portaria, tirando o trabalho manual de livros de anotações e otimizando o trabalho dos funcionários do condomínio”, explica o CEO do apepê, Carlos Castro .

No quesito segurança, o residente tem a tranquilidade de saber que o seu pedido será armazenado de forma segura e sem se preocupar com o risco de danos ou extravios, já que ele não estará mais empilhado na portaria junto com outros pertences. “Quantas vezes nos deparamos com as encomendas mal armazenadas e sem contar que a segurança nesses casos é quase nula. Por isso, a necessidade de uma trava no compartimento. Ela poderá ser acionada somente quando o morador fizer a leitura do QR Code do aplicativo na interface touch screen do armário, por exemplo”, explica Carlos.

Com a comodidade dos armários inteligentes, o morador pode viajar, ficar tranquilo e despreocupado de não ter quem receba a encomenda, pois ela estará em um dos smart lockers. Por exemplo, se os armários ficam no hall de entrada, o próprio entregador deixa a encomenda nele e segue o passo a passo na interface touch screen. Caso o smart lockers fique em um local privado do condomínio, o manuseio é feito pelo porteiro que coloca a encomenda no armário. Nos dois casos, o aplicativo notifica a chegada das encomendas no celular do residente.

Quem faz a gestão dos condomínios e residenciais também se beneficia com uso dos armários inteligentes, já que dá a garantia de segurança para os administradores e funcionários dos condomínios. Segundo o artigo 22 da lei 6.538/78, eles podem ser responsabilizados pela ocorrência de violação ou extravio, pois eles estão autorizados a receber em nome dos moradores mercadorias e correspondências a eles endereçadas.

Carlos destaca que o dia a dia das pessoas é repleto de experiências digitais, mas que até o momento os moradores não tiveram uma experiência digital única e intuitiva com o condomínio. “São mais de 68 milhões de brasileiros que moram em condomínios e o que os residentes estão acostumados hoje em dia são com aplicativos de administração do condomínio, essencialmente básicos para emissão do boleto da taxa condominial e visualização das contas. O que queremos é quebrar este paradigma, sair da gestão e trazer uma experiência de morar e viver que um morador nunca teve, na palma da mão. Os armários inteligentes são uma dessas soluções”.

Sobre o apepê:

Incubado pela incorporada SKR, o apepê ganhou sua independência em 2021 e é um concierge digital condominial, um facilitador totalmente focado nas necessidades do morador. Acompanhando as tendências do Living As A Service (LAAS), a plataforma digitaliza a relação de um morador com seu condomínio de uma maneira simples e intuitiva, unindo todas as funcionalidades necessárias para garantir uma experiência de moradia inovadora e a boa conexão de um condomínio, de forma simples, ágil e econômica. Além de contar com um ecossistema de serviços que facilitam o dia a dia, a comunicação entre os moradores é mais assertiva e dispensa a necessidade de compartilhar contatos pessoais, respeitando a privacidade de cada morador.

Fonte: Da Redação/Assessoria