Considerado um dos setores mais aquecidos do mercado neste período de pandemia, o segmento de arquitetura e designer de interiores ganhou força durante a notável mudança de hábitos da população. Com a adesão ao isolamento social, além de centralizar todas as práticas do dia a dia, como trabalho, estudo, refeições e lazer, o ambiente residencial passou a ser mais valorizado do que nunca.

Crédito: Julia Ribeiro

Segundo a arquiteta e designer de interiores Larissa Gimenes, de Campinas, a maioria das insatisfações dos clientes está ligada aos ambientes pouco utilizados antes da pandemia, mas que são essenciais agora. “Problemas com layout, má distribuição dos elementos, áreas sem integração e falta de espaço dedicado ao trabalho remoto e ao lazer estão entre as principais queixas”, conta a profissional.

É fato que, com o aumento do home office, algumas necessidades mudaram e muitas pessoas passaram a dar mais importância para o conforto e o contato com a natureza. Por contemplar diversas disciplinas de uma vez, os projetos de arquitetura e de interiores são muito úteis para resolver inúmeras questões. Através de estudos em 2D e 3D é possível encontrar a melhor solução para cada caso, de acordo com a necessidade dos clientes.

Para acompanhar as mudanças de comportamento da população, a arquiteta destaca três tendências que ganham força no mercado. São elas:

– Casa verde: a busca por uma conexão com a natureza fez crescer os conceitos de sustentabilidade e, consequentemente, o uso de plantas, paisagismo, e hortas. Em casas, é interessante maximizar as áreas permeáveis, diminuir as cimentadas e trabalhar um paisagismo mais denso e exuberante. Jardim vertical e espaços de convívio externo, como fireplaces, também são opções. Já nos apartamentos, plantas para a área interna – conceito de design biofílico – proporcionam a sensação de contato com a natureza, promovem bem-estar e melhoram a qualidade do ar. “São muitas as espécies que se adaptam bem às luminosidades reduzidas e requerem pouca manutenção. Costumo indicar Jibóia, Espada de são Jorge, Pleomele, Palmeira leque, Ficus Lyrata, Zamioculca, Pacová”, ressalta Gimenes.

– Casa inteligente: com o aumento do uso de tecnologia no nosso dia a dia, a automação residencial tornou-se um item funcional e quase imprescindível. De acordo com a profissional, tomadas para carros elétricos, por exemplo, já são muito populares em projetos de alto padrão.

– Aconchego: no campo do design de interiores a tendência está muito mais relacionada ao conforto dentro de casa e, por isso, a Gimenes destaca o uso de materiais ergonômicos, resistentes e naturais – pedras, madeiras e tramas de palha. Para espaços com mais personalidade, a inserção de cores e texturas, elementos decorativos e quadros fazem toda a diferença.

De acordo com a arquiteta e designer de interiores Larissa Gimenes, com essa mudança de comportamento da população durante a pandemia, muitos clientes têm buscado adaptar a casa para realizar atividades que costumavam praticar fora, como na academia, por exemplo. Por isso, a profissional sugere apostar em ambientes funcionais, aconchegantes e criativos.

Larissa Gimenes

Sempre ligada às tendências de mercado para propor trabalhos autênticos e inovadores aos clientes, a campineira Larissa Gimenes aposta nos estilos moderno e elegante para criar projetos exclusivos. Formada em Arquitetura e Urbanismo pela PUC-Campinas, é pós-graduada em Design Estratégico de Marcas pela FACAMP, cursou Design de Interiores na Florence University of Arts (FUA), na Itália, e Construções Sustentáveis na Unicamp.

Jovem e criativa, acredita que arquitetura, construção e design de interiores são atividades complementares e, por isso, devem ser pensadas como um todo. Seus projetos atendem diversas tipologias e escalas, tanto no que tange às demandas residenciais, quanto às solicitações de clientes corporativos e comerciais. “Essa visão 360° resulta em agilidade, diminuição de custos e desgastes e, claro, resultados mais assertivos”, explica.

Entre os serviços oferecidos pelo escritório Larissa Gimenes Arquitetura, em Campinas, estão:

– Arquitetura: estudo preliminar, anteprojeto e projeto executivo – plantas dos pavimentos, cortes, elevações, piso, forro, detalhamento de caixilhos, áreas molhadas, piscinas, escadas, etc;

– Interiores: plantas de layout, paginação dos revestimentos, escolha de louças e metais, marcenaria e marmoraria, memorial de acabamentos com especificação de produtos e fornecedores;

– Decoração: plantas de layout, especificação de mobiliários, tapetes, cortinas, papel de parede, curadoria de objetos, quadros, obras de arte, etc.

Larissa Gimenes Arquitetura

Crédito: Matheus Campos

Endereço: Av. Alberto Franco Lamounier, 1424, sala 1 – Campinas/ SP
Instagram: @larissagimenesarquitetura

Fonte: Da Redação/Assessoria