De acordo com o Sebrae, o Brasil possui mais de 1,4 milhão de empresas brasileiras atuando no setor de decor e construção. E na pandemia, o segmento foi surpreendido pela situação positiva das vendas. Uma pesquisa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com a Konduto, a venda de móveis e itens de decoração cresceu 23,61% entre março e abril.

De olho na movimentação deste mercado, empresas ligadas à produção industrial também aproveitam o nicho para investir e inovar. É o caso da Censi Máquinas,que há mais de 20 anos desenvolve maquinários especiais para a produção têxtil e agora acaba de lançar a Paper Cutter, solução exclusiva para a automação do corte de papel de parede e adesivos decorativos.

Segundo o diretor industrial da Censi, Evandro Spengler, a Paper Cutter é o único produto 100% nacional do segmento, desenvolvido para este fim. E o objetivo é garantir que, com a redução do trabalho manual as empresas consigam ser mais competitivas e ágeis em seus processos produtivos. “Com o modelo o empreendedor pode cortar até 12 metros lineares por minuto. Nossos clientes também relataram que em 13 minutos fizeram o corte de 282 adesivos para quadros decorativos de MDF de 20 X 30 cm. O volume é o equivalente ao corte feito em uma tarde inteira de trabalho sem a máquina”, explica.

 

A Paper Cutter tem duas versões: uma com 1, 60 metro, que é a mais procurada pelo setor, visto que boa parte dos rolos de papel de parede medem até 1,50 metro; e uma versão de 2,10 metros. É possível realizar o corte simultâneo em até três rolos, dependendo do tamanho do insumo. “Para o nosso cliente, é uma oportunidade de automatizar o processo produtivo a um baixo custo e garantir um diferencial de mercado, visto que ele ganhará em agilidade e eficiência já que os cortes, além de rápidos, são padronizados. É um ganho essencial em um mercado cada vez mais competitivo e que precisa estar atento às novidades frequentes”, finaliza o executivo.

Fonte: Da Redação/Assessoria